CUIDADOS NA HORA DA CONVERSÃO

sistema-omegas.jpg

Bom, vamos aos fatos. Na lista abaixo você pode conferir algumas das “atrocidades”que as convertedoras cometem na hora das instalações (as fotos são de amostras do padrão de instalação seguido na EdGás.)

Fios não estanhados:
Os fios são apenas isolados com fita e sem acabamento (espaguete). O calor do motor pode derreter a fita isolante e causar curto na instalação. Na EdGás os fios são estanhados, isolados com fita e depois protegidos.

Cada carro possui um tipo de misturador específico, e infelizmente existem locais que, por redução de custo, utilizam o mesmo modelo em todos os carros, fazendo apenas adaptações com silicone. Sendo assim, o veículo pode consumir mais e dificultar na hora da programação. Na EdGás instalamos apenas o modelo específico de cada carro, sem adaptações, apenas peças originais.

Misturadores Instalados Incorretamente:
Cada carro possui um tipo de misturador específico, e infelizmente existem locais que, por redução de custo, utilizam o mesmo modelo em todos os carros, fazendo apenas adaptações com silicone. Sendo assim, o veículo pode consumir mais e dificultar na hora da programação. Na EdGás instalamos apenas o modelo específico de cada carro, sem adaptações, apenas peças originais.

Suporte De Cilindro Adaptado:

Para cada carro existe um suporte específico, porém convertedoras não especializadas fazem adaptações…corta daqui, serra dali…e pronto, coube no porta malas! Fica fácil, pois os suportes usados podem servir em qualquer carro, basta fazer uma “adaptação”. O suporte correto deve se encaixar nas “longarinas” do carro,que é a região mais reforçada. Suportes adaptados podem destruir a lataria do carro e não fazem a fixação correta do cilindro.

Regulagem Manual Em Carro Injetado:

Simples, basta fazer a instalação sem o gerenciador. Com isso, a regulagem se torna manual, sem a necessidade de equipamento, software e pessoal especializado.

Variador De Avanço Instalado No MAP:

É baratinho e fácil de instalar. Faz -em partes- a função que um variador de avanço deve fazer, mas sem a eficiência de um variador de avanço fônico. Este, é instalado no sensor de rotação e adianta o ponto de ingnição em até 15 graus.

Kit Italiano:

É fácil dizer que se trabalha com “kit italiano”, pois a maioria dos redutores realmente são italianos…logo, basta você instalar um redutor italiano e fica tudo certo…mas por que KIT?? Bom, aí vem o engano: o redutor é italiano e o restante dos componentes são todos uma salada de frutas de inúmeras marcas distintas. Variador de avanço de MAP, ausência do gerenciador, chave comutadora de marca inferior e por aí vai. Na EdGás usamos realmente KIT ITALIANO, que é composto de redutor, variador, gerenciador, chave e simuladores, todos da mesma marca, com garantia total de 1 ano, além da garantia extra para regulagem de 5 anos.

Mão De Obra Não Especializada:

Instaladores sem qualificação, obviamente, custam menos para a empresa, mas…pensando bem, por que contratar um profissional especializado, não é? Fazer uma instalação baratinha não requer muito conhecimento. Cuidado!

Qualificação

Nossos profissionais são qualificados e fazem cursos de aperfeiçoamento constantemente. A cada equipamento que chega no mercado, eles recebem treinamento junto aos fabricantes, para que estejam sempre atentos às novidades e tecnicamente preparados.

Não busque o preço, busque qualidade. Compare equipamento, mão de obra, atendimento, estrutura. De nada adianta fazer uma conversão, que tem como principal objetivo, a economia, e gastar em dobro depois para consertar os estragos cometidos. Vá até uma oficina especializada e converta já seu veículo.

icon-whatsApp.png
oie_transparent (1).png
oie_transparent.png